Loading...

Categorias

Canal da Ilha

O grandioso universo do Som – VST e VSTi

[cws_sc_dropcap]O[/cws_sc_dropcap] Grandioso Universo do Som – VST e VSTi. Bom, já falamos sobre um pouco de tudo nas partes 1 e 2, mas agora vamos nos aprofundar um pouco mais, em um assunto um pouco mais complexo: VST e VSTi.

O Grandioso Universo do Som – VST e VSTi. Bom, já falamos sobre um pouco de tudo nas partes 1 e 2, mas agora vamos nos aprofundar um pouco mais, em um assunto um pouco mais complexo:

VST e VSTi são plug-ins utilizados em DAWs para dar mais realismo à um determinado áudio.

VST, ou Virtual Studio Technology, é uma plataforma desenvolvida pela Steinberg, conhecida empresa desenvolvedora de softwares para produção musical, é uma espécie de protocolo que permite o livre desenvolvimento de novas interfaces virtuais que permitem a utilização de amplificadores e simuladores de efeitos em qualquer software de áudio que possua suporte a VST.

VSTi, ou Virtual Studio Technology Instrument semelhante à VST, é um simulador de instrumentos reais para as DAWs (Digital Audio Workstation).

Geralmente, são utilizados para finalização de uma música por exemplo, criada em um editor de partituras e exportada para MIDI (formato de áudio .mid) que é semelhante a uma partitura digital que é executada por sua placa de vídeo, não possui uma qualidade tão boa, abaixo segue um exemplo de arquivo midi “cru”, sem VST e VSTi.

Utilizar o tocador que está no outro site

Use as setas para cima ou para baixo para aumentar ou diminuir o volume.

Com esse arquivo midi trabalhado, com algumas VSTIs temos um resultado mais satisfatório, porém, simples.

Utilizar o tocador que está no outro site

Use as setas para cima ou para baixo para aumentar ou diminuir o volume.

A música é algo que toca na alma, e com a evolução da tecnologia, não vai substituir instrumentos reais, mas vai ficar bem semelhante, pois há um ponto que é FUNDAMENTAL, e que deve ser trabalhado minuciosamente, a “humanização”, que é simular em uma DAW, através de dinâmicas de som, volume e etc., como se fosse uma pessoa tocando mesmo. Normalmente isso é feito com um Controlador MIDI com teclas sensitivas (semelhantes às teclas de piano).

É importante ressaltar que antes de toda essa criação, devemos ter conhecimento teórico em música, composição musical, arranjos, construção de acordes, enfim, toda a parte de teoria.

Atualmente, a maioria dos plug-ins de boa qualidade (cinematográficos) são pagos, porém existem alguns gratuitos no mercado que são bem satisfatórios!

Esse é um dos pontos que é sempre bom ressaltar: tenha ao menos R$ 1000,00 para investir se quer trabalhar com áudio.

As trilhas do programa Arquitetura A foram feitas utilizando tais plug-ins e não deixam a desejar no quesito qualidade não é mesmo?

Confira nossas outras matérias em nosso blog!

Autor:  canaladmin / 19/07/2017

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *