Loading...

Categorias

Canal da Ilha

3 conceitos para entender as ondas sonoras

Você já parou para pensar que as ondas sonoras estão constantemente presentes em nosso cotidiano e podem nos influenciar com sensações de tranquilidade ou de estresse?

Pois é, o som é classificado como uma onda mecânica (precisa de um meio de propagação), longitudinal (possui propagação paralela à vibração) e tridimensional (propaga-se em todas as dimensões) e impacta diretamente nossa sensibilidade.

Sobre o fluxo sonoro numa produção sonora e o caminho percorrido pelo som, desde a captação de uma fonte sonora até a sua percepção pelo aparelho, trouxemos três conceitos sobre ondas sonoras para ampliar seu repertório. Acompanhe:

Timbre: Qualidade relacionada ao formato das ondas sonoras produzidas por uma fonte. Mesmo que duas fontes distintas emitam sons com as mesmas características, cada fonte emite ondas com formatos diferentes e, assim, são percebidas de forma distinta. Diz-se, então, que cada fonte sonora possui um timbre característico.

Intensidade: Está relacionada à energia emitida por uma fonte sonora que atravessa determinada superfície dentro de certo intervalo de tempo. A intensidade tem relação com o volume do som emitido por uma fonte.

Altura: Diz respeito à sua frequência. Sons altos são aqueles que apresentam grandes frequências, também chamados de sons agudos. Os sons baixos, por sua vez, são aqueles que apresentam baixas frequências, tratando-se, portanto, de sons graves.

É importante saber que o som é produzido por vibrações transmitidas para o ar. Essas vibrações geram regiões de compressão e rarefação dos gases atmosféricos que se intercalam periodicamente, de acordo com a frequência da fonte que produz as vibrações.

Acompanhe nosso blog para mais dicas sobre som e imagem, afinal nossa paixão é produção audiovisual.

Post a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *